Buscar

Razões para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, apoiar o desenvolvimento da Energia Solar Brasil




1 - Os brasileiros que possuem painel solar não ganham energia paga por outros usuários. Eles produzem energia para consumo próprio e injetam o excedente na rede para que os vizinhos consumam. Isso gera economia para o país.

2 - A geração distribuída gera economia para o Brasil pois os demais usuários consomem uma energia mais barata do que a que de fato pagam. Ou seja, são cobrados por uma energia cara, vinda de longe, mas recebem uma energia mais barata, vinda do vizinho produtor.

3 - Os produtores de energia solar adquirem os painéis e arcam com a instalação. Geram a própria energia e ainda injetam a excedente na rede. Em troca, os brasileiros produtores de energia solar recebem desconto na tarifa da energia que precisarem utilizar do sistema.

4 - Essa troca é interessante para todos: para o produtor de energia solar, que economiza, para o Estado, que possui energia mais barata, sustentável e maior quantidade para oferecer, e para os demais consumidores, que podem ter mais segurança energética.

5 - Além dos benefícios ambientais e sociais com geração de emprego e renda, a GD torna o sistema elétrico mais eficiente ao reduzir perdas e custos. Apenas no mês de novembro de 2019, a geração distribuída reduziu em R$ 66 milhões custo de sistema elétrico brasileiro.

6 - Quanto mais produtores de energia solar o Brasil tiver, mais barata fica a energia distribuída. Precisamos manter essa escolha rentável para o produtor pois, sem ele, o Brasil não avança na energia solar

7 - Deixar o mercado de energia solar avançar no Brasil é reduzir despesas com termelétricas, que além de poluentes, geram energia mais onerosa e são responsáveis por deixar a tarifa de luz dos brasileiros cada vez mais cara.

8 - Não podemos burocratizar o mercado de energia solar no Brasil, que ainda se desenvolve. Vamos juntos regulamentar a energia solar de maneira que possa crescer e contribuir ainda mais com o Brasil! Acompanhe o Projeto de Lei que em breve será apresentado na Câmara.

Fonte: #SouMaisSolar

0 comentário