top of page

Operadora de plano de saúde fecha PPA solar com a EDP

Contrato de 15 anos envolve modelo de autoprodução e 30,50 MW de usina solar fotovoltaica que será construída no estado de São Paulo.

A operadora de plano de saúde Hapvida NotreDame Intermédica firmou contrato com a EDP para entrar como autoprodutora e adquirir energia de usina solar fotovoltaica que será construída no estado de São Paulo, em local não informado.


Imagem: Divulgação


O contrato de compra de energia (PPA, na sigla em inglês) tem prazo de 15 anos, envolve 30,50 MWca e deverá suprir 85% da demanda de energia das unidades da operadora nos próximos anos.


Além do contrato de autoprodução, que isenta a Hapvida NotreDame Intermédica de encargos de consumidor de energia, a parceria também contempla a migração das unidades do grupo para o mercado livre de energia, incluindo a contratação de energia até a entrada em operação da UFV, o que deve ocorrer em 2024.


No total, estão incluídas 64 unidades consumidoras do grupo na estrutura da autoprodução e que migrarão para o mercado livre.


Além desse modelo, a EDP está construindo também cinco usinas solares de geração distribuída para 55% das unidades da operadora de saúde que operam em baixa tensão.


“O sucesso da EDP no desenvolvimento de novos modelos de negócio e de projetos de longo prazo, com oferta de soluções integradas direcionadas aos clientes, reforça o perfil inovador e sustentável e a estratégia de crescimento pautada na aceleração da transição energética e na descarbonização da economia”, disse Carlos Andrade, vice-presidente de clientes da EDP no Brasil.


O contrato com a Hapvida NotreDame aguarda aprovação do Cade - Conselho de Administração para Defesa Econômica.


Fonte: Fotovolt


Kommentare

Mit 0 von 5 Sternen bewertet.
Noch keine Ratings

Rating hinzufügen
bottom of page