Google, Amazon e Verizon são as corporações privadas que mais compraram energia renovável

Em 2020, o setor teve a tecnologia solar fotovoltaica como principal fonte de energia adquirida

Imagem: Getty Images/Forbes De acordo com levantamento elaborado da Renewable Energy Buyers Alliance (REBA) – uma aliança de grandes fornecedores e compradores de energia limpa –, a Amazon, Verizon e Google adquiriram, em 2020, mais energia renovável do que qualquer outra corporação privada dos Estados Unidos. O relatório indica que a fonte mais popular nesse setor é a geração solar centralizada.

A REBA assinala que as grandes empresas de tecnologia seguem protagonizando esse segmento, contando com quatro entre as cinco primeiras companhias que estão no ranking de compradores.

Em primeiro lugar, encontra-se a Amazon, uma das maiores empresas do campo do comércio eletrônico, com 3.163 gigawatts (GW) no ano passado. Em dezembro, com objetivo de alcançar 100% de uso de renováveis até 2025, a companhia investiu em 26 novos empreendimentos de geração centralizada de energia solar e eólica ao redor do mundo. A sua capacidade total em geração limpa alcançou, no final de 2020, a marca de 6.5 GW.

O segundo lugar é ocupado pelo Google, com 1.04 GW, e o terceiro pela Verizon, com 840 megawatts (MW) de capacidade obtida mediante contratos de longo prazo. O Facebook, que liderava o ranking em 2019, caiu para a quinta posição, comprando 725 MW em capacidade renovável em 2020 – menos da metade dos 1.546 GW conquistados no ano anterior –, estando atrás do McDonald ‘s.

Da mesma forma que as corporações de tecnologia, os grupos de siderurgia e mineração manifestaram, no ano passado, um grande interesse em investir em renováveis. Os produtores de aço Evraz North America e Nucor contrataram, respectivamente, 300 MW e 325 MW.

Segundo o levantamento da REBA, os grandes compradores contrataram 10.6 GW de capacidade renovável. Esses dados foram estimulados por empreendimentos de geração solar centralizada, os quais foram responsáveis por 72% dos acordos presentes no relatório da aliança.

Os membros da REBA simbolizam 97% dos acordos de energia divulgados em 2020. Miranda Ballentine, chefe executiva da organização, afirmou que é “admirável que as empresas tenham anunciado quase 100 novos acordos, ao mesmo tempo em que lidam com os impactos de uma pandemia global”.

Os dados do relatório confirmam os números de uma pesquisa atual elaborada pela BloombergNEF (BNEF), a qual indicou que, em 2020, o volume de compra de energia renovável feito por corporações privadas cresceu em 18% em relação aos números registrados em 2019. Fonte: BloombergNEF (BNEF) | Portal Solar Quer ficar bem informado(a) sobre os informativos da Energia Solar Shop, e interagir com a gente? Cadastre-se grátis e esteja sempre por dentro de todos os nossos conteúdos www.energiasolarshop.com.br/area-de-membros