top of page

Aldo Solar fecha contrato para distribuir 2 GW de módulos da Jinko

Equivalente a 4 milhões de módulos, acordo prevê continuidade da comercialização da linha de alta eficiência da Jinko no País.


Imagem: Divulgação


A distribuidora Aldo Solar, de Maringá (PR), assinou contrato de distribuição de sistemas para geração distribuída com a fabricante chinesa de módulos solares fotovoltaicos Jinko Solar.


Trata-se do maior acordo do tipo firmado pela Jinko fora da China, segundo comunicado divulgado pela empresa brasileira.



Válido a partir de 2022, o contrato envolve a distribuição de aproximadamente 4 milhões de módulos, o equivalente a 2 GW de potência instalada, o que garantirá às revendas e integradores do País a continuidade na comercialização da família de módulos de alta eficiência Tiger Pro, disponíveis atualmente no Brasil nos modelos monofaciais de 450 W, 460 W e 540 W e no bifacial de 530 W.


Imagem: Divulgação


No próximo ano, a previsão é de que novos modelos sejam agregados ao portfólio local.


O novo contrato vai dar suporte ao plano da Aldo Solar de dobrar seu volume de negócios no País em 2022, afirmou em nota o CEO Aldo Teixeira (à esquerda na foto, como o CEO da Jinko Solar, Kangping Chen) ― segundo Aldo, a empresa possui hoje 31% de participação no mercado nacional de distribuição de equipamentos solares.


A ideia é atingir faturamento de R$ 6 bilhões no próximo ano, o que vai envolver ainda a contratação de novos funcionários.


Imagem: Divulgação


Com atuação global e já tendo assinado contrato anterior com a Aldo Solar em 2019, a Jinko tem capacidade anual integrada para produção de 27 GW para mono wafers, 12 GW para células solares e 31 GW para módulos.



A empresa conta com nove fábricas no mundo, além de 22 subsidiárias no exterior.


Fonte: Fotovolt

Komentarze

Oceniono na 0 z 5 gwiazdek.
Nie ma jeszcze ocen

Oceń
bottom of page